fbpx

O massivo investimento na busca de maior autonomia para as baterias dos modelos elétricos e híbridos feito pelo grupo VW está prestes a dar frutos, sendo um verdadeiro salto de gigante rumo a democratização do carro elétrico.

Os construtores alemães chegaram tarde ao mercado dos modelos eletricos e híbridos. O grupo VW, depois de terem apresentado as suas propostas (o e-Up, o e-Golf e o excelente Golf GTE além do Audi A3 e-tron), tem estado a ser cauteloso no desenvolvimento deste tipo de modelos, mas agora parece que os engenheiros do departamento de pesquisa e desenvolvimento conseguiram encontrar a forma de alargar, de forma evidente, a autonomia dos modelos puramente elétricos.

Segundo palavras de Martin Winterkorn, CEO do grupo VW, ao jonral alemão Bild, “a VW procura a super bateria no seu departamento de pesquisa e desenvolvimento em Silicon Valley, na Califórnia, que seja barata, mais pequena e mais potente. A possibilidade de um VW elétrico viajar 300 quilómetros com uma só carga, está próximo. Muito próximo. E isto é um salto quântico no que diz respeito aos veículos elétricos.”

É verdade que a autonomia anunciada por Winterkorn ainda estão aquém daquilo que a Tesla, por exemplo, faz com o Model S, mas também é verdade é que o que a VW quer é fazer um carro elétrico que cumpra 300 quilómetros com um preço muito inferior ao de um Tesla, por exemplo.

Na mesma entrevista, WInterkorn refere que a VW vai lançar uma espécie de scooter de três rodas chamada “Last Mille Surfer” e que não passa de um rival do Segway, desenhado para ser transportado no carro e usado na fase final de uma viagem.  Diz Winterkorn que “é uma scooter com alimentação elétrica com três rodas, semelhante a um Segway e que terá um preço inferior a mil euros, o que é muito barato. O Last Mille Surfer pode ser dobrado e colocado na bagageira.” Mais uma ideia interessante.

fonte: Auto SAPO

© 2015 GRUPO AUTOINDIA |Powered by slab studio

SIGA-NOS